O que é espuma selada?

Atualmente, devido ao selo de certificação do INMETRO, podemos dizer que a maioria dos colchões no mercado sejam “selados”.

Antigamente, os dizeres “espuma selada” eram um mero truque publicitário, pois o que indica que uma espuma seja de alta qualidade é o fato de ela ser de densidade real.

Essa possibilidade de dizer que uma espuma é selada surgiu devido ao Selo Pró-Espuma Qualidade, que é um consórcio de propriedade de um grupo de fabricantes de espumas. Este é um grupo fechado que não fiscaliza a qualidade de espumas fabricadas por não participantes do próprio grupo — e nem teriam como.

Uma das evidências de que a expressão “espuma selada” por si só não queria dizer nada, era que alguns fabricantes chegavam a estampar tais dizeres na embalagem de seus colchões, mas sequer tinham o Selo Pró-Espuma ou faziam parte do consórcio,  e com isso não se confirmava tratar-se de uma espuma de densidade real.

Atualmente temos o selo de certificação do INMETRO, que indica que a espuma foi testada e realmente tem as propriedades indicadas na etiqueta. Até o presente momento não há certificação para colchões de molas, o que de acordo com a portaria do INMETRO será regulamentado a partir de 2015.

Atenção: o texto acima ampara-se no direito fundamental à manifestação do pensamento, previsto nos arts. 5º, IV e 220 da Constituição Federal de 1988. Vale-se do “animus narrandi”, protegido pela lei e pela jurisprudência (conferir AI nº 505.595, STF).

  

51 Comentários

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *